Vintec

A NATUREZA A TRABALHAR POR SI

Vintec é um fungicida microbiológico de origem natural, composto por uma estirpe única e forte “SC1” de Tricoderma atroviride, isolado a partir da madeira,  o que lhe confere um comportamento único, distinto dos outros tricodermas, com uma rápida colonização da planta e eficácia na proteção contra a podridão cinzenta e doenças do lenho, resultado dos seus modos de ação. Produto biológico, sem risco de resistências. Seguro para o Homem e meio ambiente, sem toxicidade para a fauna auxiliar e polinizadores. Aplicação fácil e flexível

Fungicida microbiológico para proteção das videiras em viveiro e vinha instalada contra os esporos da Esca, Phaeomoniella chlamydospora, Togninia minima (Phaeoacremonium aleophilum) e Eutipiose (Eutypa lata), e para a proteção da podridão cinzenta (Botrytis cinerea) do tomateiro de estufa.

MODO DE AÇÃO

VINTEC – o Tricoderma atroviride SC1 é um fungo antagonista, contendo 1 x 1013 unidades formadoras de colónias, que ao desenvolver-se vai limitar e comprometer a viabilidade do fungo patogéneo, através de diversos mecanismos:

Competição por substrato – Os esporos da estirpe SC1 germinam em contacto com a água, competindo com o patogéneo pelo espaço e pelos recursos  (luz, água e nutrientes). A rápida colonização da Tricoderma atroviride SC1, impede que os agentes patogénicos se desenvolvam nos tecidos vegetais, protegendo a planta de uma forma eficiente.

Antibiose – Produção de substâncias químicas que inibem o desenvolvimento do patógeneo, reduzindo as infeções. A estirpe SC1, depois de instalada produz enzimas que degradam os esporos e o micélio dos fungos patógeneos na superfície vegetal.

MicoparasitismoVintec parasita os patógeneos por quimiotropia localiza e cresce em direção ao patógeneo, as hifas aderem e enrolam-se nas hifas do patógeno, formando estruturas semelhantes a ganchos e apressórios, produz enzimas litícas extracelulares que degradam a parede celular do patógeneo por onde penetra, absorvendo o conteúdo citoplasmático do patógeneo, destruindo-o.

Classificação FRAC: BM02 – biológico com múltiplos modos de ação, fundamental numa estratégia anti-resistências.

RECOMENDAÇÕES DE APLICAÇÃO

CULTURA ALVO DOSE ÉPOCA E CONDIÇÕES DE APLICAÇÃO
Vinha instalada Patógeneos da Esca, Phaeomoniella chlamydospora, Phaeoacremonium aleophilum e Eutipiose (Eutypa lata) 200 g/ha Aplicação após a poda de Inverno durante período de dormência.
O volume de água aplicada deve ser entre 100 e 200 l/ha.
1 aplicação anual ou 2 aplicações com intervalo de 7 dias.
Videira (viveiro) Patógeneos da Esca, Phaeomoniella chlamydospora, Phaeoacremonium aleophilum e Eutipiose (Eutypa lata) 200 g/ha Aplicação durante os processos de viveiro, com um número de 3 aplicações recomendado.
Tomateiro de estufa Podridão cinzenta (Botrytis cinerea) 5-10 g/hl no máximo 150 g/ha Tratar preventivamente em condições de baixa pressão da doença, desde o aparecimento do primeiro gomo apical lateral visível até à maturação (BBCH 21-89). Número máximo de tratamentos: 8, com intervalo entre aplicações: 5 dias. Volume de calda recomendado: 500 – 1500 L/ha.

APLICAÇÃO DE VINTEC NOS VIVEIROS

Época de Aplicação Recomendações de aplicação
Após preparação dos garfos e dos porta-enxertos Aplicar por pulverização ou banho dos garfos e porta-enxertos com 2 g/L Vintec
Após a estratificação e antes da plantação no viveiro Aplicar por pulverização ou banho das estacas com 2 g/L Vintec
Após a seleção, durante a preparação das plantas Aplicar por pulverização ou banho das plantas com 2 g/L Vintec

A plantas das vinhas mãe devem ser também protegidas, pois as feridas de poda são uma porta de entrada para os diversos patógeneos.

Época de Aplicação Recomendações de aplicação
Vinhas mãe Aplicar após a poda, 200 g/ha, dirigir a pulverização às feridas de poda

Guardar o produto apenas no recipiente original. Os recipientes devem ser armazenados num local refrigerado e livre de humidade. O local deve ser bem ventilado. Manter afastado de alimentos, bebidas e alimentos para animais.

Temperatura de armazenamento Validade do produto
4°C 24 meses
20°C 6 meses

PERFIL DO PRODUTO
Nº AV: 1087 concedida pela DGAV
Composição: 1 x 1013 unidades formadoras de colónias (CFU) / kg ou 15% (p/p) de Trichoderma atroviride SC1.
Formulação: Grânulos dispersíveis em água (WG)
Culturas: Vinha instalada, videiras em viveiro, tomate de estufa
Grupo quimico: Classificação FRAC: BM02 – biológico com múltiplos modos de ação.
Intervalo Segurança: não tem
Classificação CLP: não tem
Palavra-sinal (CLP): Atenção
Embalagens: 200 gr (50 gr x 4)

A informação constante neste site não dispensa a leitura atenta do rótulo do produto.
Recomenda-se a consulta do site oficial da DGAV : https://sifito.dgav.pt/divulgacao/usos