Lentagran

Elo essencial no controlo das infestantes em culturas hortícolas

Herbicida de contacto, de pós emergência precoce das infestantes dicotiledóneas mais usuais, excelente seletividade em numerosas culturas, modo de ação único sem resistências conhecidas, perfil toxicológico e ecotoxicológico favorável.

Herbicida indicado para o controlo das infestantes anuais de folha larga em várias culturas hortícolas.

MODO DE AÇÃO
O LENTAGRAN 45 WP é um herbicida seletivo, à base de piridato, de absorção foliar que atua por contacto e é aplicado em pós-emergência para o controlo das infestantes dicotiledóneas anuais.
O piridato possui uma translocação limitada, através do apoplasto, inibindo a fotossíntese ao nível do fotosistema II (inibe a actividade da proteína D1).
O piridato, é absorvido através das folhas, as infestantes param imediatamente de crescer e acabam por morrer, num processo que começa pela borda das folhas.
O Lentagran é um herbicida de contacto sem nenhuma ação residual ou sistémica.
Modo de ação único, sem resistências conhecidas, por isso, um instrumento fundamental numa estratégia anti resistências.
Excelente seletividade em numerosas culturas.
Eficácia pouco dependente das condições climáticas.
Bom perfil Toxicológico e Ecotoxicológico.

RECOMENDAÇÕES DE APLICAÇÃO

CULTURA ALVO DOSE ÉPOCA E CONDIÇÕES DE APLICAÇÃO
Couve flor, couve bróculo; couve frisada, couve portuguesa, couve galega, couve chinesa, couve repolho, couve–rábano e couve de bruxelas Infestantes anuais de folha larga 2 kg/ha Na sementeira – a partir do estado

de 3 folhas verdadeiras.

Na plantação – após a transplantação. Volume de calda recomendado 200- 600 L água por ha.

Número máximo de aplicações: 1

Deve ser aplicado em pós-emergência da cultura e das infestantes.

Aplicar em infestantes pequenas desde a fase dos cotilédones até 4 folhas verdadeiras.

Cebola A partir do estado de 2 folhas verdadeiras. Volume de calda recomendado 200- 600 L água por ha.

Número máximo de aplicações: 1

Deve ser aplicado em pós-emergência da cultura e das infestantes.

Aplicar em infestantes pequenas desde a fase dos cotilédones até 4 folhas verdadeiras.

Alho francês A partir do estado de 2 folhas verdadeiras. Volume de calda recomendado 200- 600 L água por ha.

Número máximo de aplicações: 1

Deve ser aplicado em pós-emergência da cultura e das infestantes.

Aplicar em infestantes pequenas desde a fase dos cotilédones até 4 folhas verdadeiras.

Alcachofra Após a transplantação. Volume de calda recomendado 200- 600 L água por ha.

Número máximo de aplicações: 1

Deve ser aplicado em pós-emergência da cultura e das infestantes.

Aplicar em infestantes pequenas desde a fase dos cotilédones até 4 folhas verdadeiras.

Grão de bico Em pós-emergência independente

do estado da cultura. Volume de calda recomendado 200- 600 L água por ha.

Número máximo de aplicações: 1

Deve ser aplicado em pós-emergência da cultura e das infestantes.

Aplicar em infestantes pequenas desde a fase dos cotilédones até 4 folhas verdadeiras.

Milho doce Em pós-emergência independente

do estado da cultura. Volume de calda recomendado 200- 600 L água por ha.

Número máximo de aplicações: 1

Deve ser aplicado em pós-emergência da cultura e das infestantes.

Aplicar em infestantes pequenas desde a fase dos cotilédones até 4 folhas verdadeiras.

Trevo violeta e espargos A partir do estado de 3 folhas verdadeiras. Volume de calda recomendado 200- 600 L água por ha.

Número máximo de aplicações: 1

Deve ser aplicado em pós-emergência da cultura e das infestantes.

Aplicar em infestantes pequenas desde a fase dos cotilédones até 4 folhas verdadeiras.

Papoila dormideira A partir do estado de 3 folhas verdadeiras. Volume de calda recomendado 200- 600 L água por ha.

Número máximo de aplicações: 1

Deve ser aplicado em pós-emergência da cultura e das infestantes.

Aplicar em infestantes pequenas desde a fase dos cotilédones até 4 folhas verdadeiras.

Tabaco 1 kg Após a plantação. Volume de calda recomendado 200- 600 L água por ha.

Número máximo de aplicações: 1

Deve ser aplicado em pós-emergência da cultura e das infestantes.

Aplicar em infestantes pequenas desde a fase dos cotilédones até 4 folhas verdadeiras.

Volume de calda recomendado 200- 600 L água por ha.
Número máximo de aplicações: 1
Deve ser aplicado em pós-emergência da cultura e das infestantes.
Aplicar em infestantes pequenas desde a fase dos cotilédones até 4 folhas verdadeiras.

PERFIL DO PRODUTO
AV nº: 0406 concedida pela DGAV
Composição: 45% (p/p) de piridato
Formulação: Pó molhável (WP); acondicionamento: saco solúvel
Culturas: couve flor, couve bróculo, couve frizada, couve portuguesa, couve galega, couve chinesa, couve repolho, couve-rábano, couve de bruxelas, cebola, alho francês, grão de bico, espargos, milho-doce, alcachofra, trevo violeta, tabaco e papoila dormideira.
Intervalo Segurança: não tem
Grupo químico: Fenil piridazinas /HRAC: Grupo C3.
Classificação CLP:

Palavra-sinal (CLP): Atenção
Embalagens: 1 kg

A informação constante neste site não dispensa a leitura atenta do rótulo do produto.
Recomenda-se a consulta do site oficial da DGAV : https://sifito.dgav.pt/divulgacao/usos