Kenkio

Fungicida de ação preventiva e anti-esporulante, proteção dos novos crescimentos  – sistemia conferida pelo fosfonato de dissódio, proteção dos cachos, bom aliado na gestão anti-resistências, bom perfil para insectos e ácaros auxiliares, produto seguro para o homem, sem influência na fermentação dos mostos nem na qualidade do vinho, formulação líquida estável.

Fungicida para o controlo do míldio (Plasmopara viticola) da videira.

MODO DE AÇÃO
O Kenkio é a combinação de 25 g/l de ciazofamida com ação de contacto e de 250 g/l de fosfonato de dissódio com ação translaminar e sistémica para o controlo do míldio da videira.
A ciazofamida pertence ao grupo químico ciano-imidazol, Código MOA C4 que atua
bloqueando o transporte de eletrões no complexo III da cadeia respiratória mitocondrial dos Oomicetas. É um fungicida do grupo Qil (inibidor interno de quinona).
A ciazofamida é eficaz em todos os estados de desenvolvimento do fungo. Com elevada eficácia preventiva impedindo o desenvolvimento do tubo germinativo – germinação dos esporos.  Impede também a sobrevivência dos esporos (esporulação).
O fosfonato de dissódio é um fungicida pertencente ao grupo dos fosfonatos, indução das defesas da planta hospedeira. O fosfonato de dissódio é uma substância ativa com sistemia ascendente e descendente, protegendo os novos crescimentos da planta e indutores das defesas naturais da planta.
O efeito fungicida do Kenkio garante a proteção dos novos rebentos, aliado a uma superior proteção dos cachos.
Devido ao seu modo de ação com baixo risco de resistências, o Kenkio pode ser usado numa estratégia anti-resistências no controlo do míldio.
O Kenkio deve ser utilizado ao aparecimento dos primeiros sintomas da doença.

RECOMENDAÇÕES DE APLICAÇÃO

CULTURA ALVO DOSE ÉPOCA E CONDIÇÕES DE APLICAÇÃO
Vinha Míldio (Plasmopara viticola) 4 l/ha Seguir as recomendações do Serviço de Avisos Agrícolas, quando existirem. Na sua ausência, em condições favoráveis à doença, iniciar a proteção a partir do estado 7-8 folhas. A persistência biológica do produto é de 12 a 14 dias, reduzida para 8 a 10, em caso de forte pressão da doença. Número máximo de tratamentos por ciclo cultural é de 3. Volume de calda recomendado: 400 a 1000 l /ha.

PERFIL DO PRODUTO
AV nº 0277  concedida pela DGAV
Composição: 25 g/l ou 2,03% (p/p) de ciazofamida
Formulação: Suspensão concentrada (SC)
Culturas: Videira
Grupo químico: Ciazofamida – Grupo FRAC: 21; fosfonato de dissódio – Grupo FRAC: P 07
Intervalo Segurança: 21 dias
Classificação CLP: não tem
Palavra-sinal (CLP): nenhum
Embalagens: 400 ml, 1 L, 10 L

A informação constante neste site não dispensa a leitura atenta do rótulo do produto.
Recomenda-se a consulta do site oficial da DGAV : https://sifito.dgav.pt/divulgacao/usos