Chikara

A GARANTIA DE SEMPRE – CONFIANÇA NO ORIGINAL

CHIKARA é um herbicida de largo espectro de ação, no controlo de gramíneas e infestantes folha larga anuais, com ação sistémica ascendente e descendente e residual, absorvido pelas raízes e folhas, flexibilidade de aplicação em pré e pós emergência precoce das infestantes e de persistência elevada.

Herbicida para o controlo de infestantes dicotiledóneas e monocotiledóneas anuais na vinha, olival e zonas não cultivadas

MODO DE AÇÃO

  • CHIKARA 25 WG é um herbicida pertencente ao grupo químico das sulfonilureias, com ação sistémica ascendente e descendente, é absorvido pelas folhas e pelas raízes das infestantes, rapidamente translocado para os pontos de crescimento ativo onde, por inibição dos aminoácidos essenciais, lhes provoca a morte.
  • Quando aplicado em pré-emergência, as raízes das plântulas que emergem, absorvem o flazassulfurão presente nas camadas superficiais do solo. As plantas que emergem apresentam um aspecto normal até às 2-3 folhas, morrendo pouco depois.
  • Quando aplicado em pós emergência precoce das infestantes, poucas horas após a aplicação, a planta deixa de crescer. Os sintomas visíveis aparecem 3 a 4 dias após, com descoloração das jovens folhas, e posterior necrese e avermelhamento que leva à morte da planta 20-25 dias após.
  • Tem uma elevada persistência de ação podendo controlar, consoante dose aplicada e condições atmosféricas, as infestantes por vários meses (entre 4 a 9 meses limpo de infestantes), respeitando o ambiente, adultos, crianças e animais.
  • Molécula de largo espetro de ação, controla a maior parte das infestantes mais difíceis.
  • É um produto que não tem riscos de lixiviação para as camadas mais profundas do solo nem de contaminação dos lençóis freáticos.

RECOMENDAÇÕES DE APLICAÇÃO

CULTURA ALVO DOSE ÉPOCA E CONDIÇÕES DE APLICAÇÃO
Vinha Infestantes dicotiledóneas e monocotiledóneas anuais 200 g/ha Aplicar em vinhas com mais de 3 anos em qualquer estado de desenvolvimento da cultura, antes da emergência ou em pós-emergência precoce das infestantes, desde que estas não ultrapassem as 4 folhas. Esta fase ocorre, em geral, no fim do inverno, início da Primavera. Volume de calda recomendado: 200 a 400 l/ha.
Olival 160 g/ha Aplicar em olivais com mais de 3 anos em aplicações no Outono, em pós-emergência das infestantes, quando estas se encontrem entre 5 e 15 cm de altura. Volume de calda recomendado: 200 a 400 l/ha.
Zonas não cultivadas (zonas industriais, vias férreas, bermas de rodovias, etc) 200 g/ha Aplicar preferencialmente em pré-emergência das infestantes. No caso de aplicações em pós-emergência, efetuar a aplicação nos estádios mais jovens das infestantes, desde que estas não ultrapassem as 4 folhas. Volume de calda recomendado: 200 a 400 l/ha.

No caso de infestações de junça (Cyperus rotundus), recomenda-se a realização de duas aplicações de 200 g/ha cada. A segunda aplicação só deve ter lugar 3 semanas após a primeira. Aplicar em pós-emergência precoce da junça.

PERFIL DO PRODUTO
Nº AV: 0276
Composição: 25% (p/p) de flazassulfurão
Formulação: Grânulos dispersíveis em água (WG)
Culturas: Vinha, olival e zonas não cultivadas
Grupo químico : sulfonilureias; Grupo HRAC-WSSA: B2
Intervalo Segurança: 45 dias para olival
Classificação CLP:

Palavra-sinal (CLP): Atenção
Embalagens: 25 g, 200 g, 1 Kg

A informação constante neste site não dispensa a leitura atenta do rótulo do produto.
Recomenda-se a consulta do site oficial da DGAV : https://sifito.dgav.pt/divulgacao/usos