Valis Plus

CARACTERÍSTICAS TÉCNICAS

Descrição: Fungicida à base de valifenalato e cobre sobre as formas de óxido e hidróxido para aplicação foliar contra o míldio da videira e o míldio do tomateiro.

Utilização: vinha, tomate de indústria e tomate fresco

Composição: 60g/kg de Vanifenalato + 150g/kg  de hidróxido de cobre + 150g/kg de oxicloreto de cobre.

Formulação: WG (grânulos dispersíveis).

Número máximo de aplicações: 3

Período de reentrada: 48 horas

Autorização de venda nº 1163

Modo de ação: O valifenalato do grupo das amidas do ácido carboxílico (CAA), inibe a síntese de celulose/ parede celular das diversas estruturas do fungo : esporos e micélio, à superficie da folha ou no interior da planta. A Redistribuíção do Valifenalato na planta é através de um movimento lento acroptal. O valifelanato tem sistemia no xilema - ascendente.

Após a aplicação, o valifelanato fixa-se às ceras, e penetra rápidamente na folha.

O cobre, fungicida inorgânico de superficie, tem uma ação preventiva que inibe vários processos metabólicos atuando em diversas enzimas (multi-site): Bloqueia os processos respiratórios, atrasa a biosintese das proteínas e reduz a actividade da membrana e dos movimentos dos elementos através dela.

 

Vantagens:

  • Combinação de 2 formas de cobre, hidróxido de cobre para um efeito de choque mais rápido e o oxicloreto de cobre para uma persistência mais longa.
  • Longa Persistência de ação (até 14 dias).
  • Penetrante, translaminar e sistemia no xilema (ascendente).
  • Preventivo, curativo e anti-esporulante.
  • Excelente resistência à lavagem (2 horas após a aplicação).

 

CULTURAS E DOENÇAS

CULTURA

DOENÇA

DOSES

ÉPOCAS E CONDIÇÕES DE APLICAÇÃO

Intervalo de

segurança

(dias)

TOMATEIRO

(tomate em fresco e tomate de indústria)

MÍLDIO

(Phytophthora infestans)

2-2,5 kg/ha

(BBCH17) a partir das 9 ou mais folhas desdobradas no eixo principal  até  à fase em que 50% da maturação esteja atingida (BBCH85).

Volume de calda 200-1000L/ha

A persistencia do produto é de 10-14 dias, consoante a pressão da doença.

3 (tomate fresco);

 

7 (tomate indústria)

VIDEIRA

MÍLDIO

(Plasmopora viticola)

2 kg/ha

BBCH13 – a partir de que a 3º folha  esteja desdobrada até ao inicio  do amadurecimento (mudança de coloração) dos cachos

(BBCH81) .

A persistencia do produto é de 10-14 dias, consoante a pressão da doença.

28

Designed by Pedro
Scroll to Top