Eribea

O ERIBEA é um insecticida piretróide de amplo espectro de acção que actua por contacto e ingestão sobre o sistema nervoso dos insectos, como modelador dos canais de sódio.

O ERIBEA destina-se ao combate das seguintes pragas (concentrações a usar em 100 Lt de água): Não ultrapassar nunca o limite máximo de 30 ml de ERIBEA/hl ou 300 ml/ha, durante a campanha.

CARACTERÍSTICAS:
Nº AV: 0913
Composição: 100g/L ou 10,95% (p/p) de alfa-cipermetrina
Formulação: Concentrado para emulsão (EC)
Dose homologada: ver tabela
Culturas: ver tabela
Intervalo Segurança: ver tabela
Embalagens: 1 lt

 

Cultura

Praga

Concentração (ml/hl)

Nº de aplicações

Batateira (1)

Escaravelho (Leptinotarsa decemlineata) (1)

15

1 a 2

30

1

Afídeos (Myzus persicae e Aphis spp)

15

1 a 2

Nóctuas e respetivas lagartas (Agrotis spp e Spodoptera spp) (2)

15

1 a 2

Abóbora, beringela, couves -de-inflorescência, couves-de-repolho, couves-de-folhas, ervilheira, feijoeiro, melancia, meloeiro, morangueiro, pepino e pimenteiro

Mosca branca (Trialeurodes vaporariorum, Bemisia tabaci)

30

1

Abóbora, alface, beringela, beterraba, cebola, couves-de-repolho, couves-de-folhas, ervilheira, faveira, feijoeiro, melancia, meloeiro, morangueiro, pepino e pimenteiro

Afídeos (Myzus persicae e Aphis spp)

15

1 a 2

Nóctuas (2) e respetivas lagartas (Agrotis spp e Spodoptera spp)

15

1 a 2

Tomateiro

Mosca branca (Trialeurodes vaporariorum, Bemisia tabaci)

30

1

Nóctuas (2) e respetivas lagartas (Agrotis spp e Spodoptera spp)

15

1 a 2

Afídeos (Myzus persicae e Aphis spp)

15

1 a 2

Videira

Traça-dos-cachos (Lobesia botrana)

15

1 a 2

Áltica (Altica lythri)

7,5

1 a 2

Cicadelas (Empoasca spp, Jacobiasca lybica, Scaphoideus titanus)

10

1 a 2

Milho

Piral (Ostrinia nubilalis)

30

1

 

Nóctuas (2) e respetivas lagartas (Agrotis spp e Spodoptera spp)

15

1 a 2

Trigo, centeio, e cevada

Afídeos (Myzus persicae e Aphis spp)

15

1 a 2

Utilização menor

Arroz

Lagartas (Spodoptera littoralis e Mythimma unipuncta)

15

2

 

1) No caso do escaravelho da batateira usar a concentração mais elevada

(30 ml ERIBEA® / hl) quando na presença de uma população composta

na sua maioria por estádios mais desenvolvidos da praga. Neste caso

realizar apenas uma aplicação.

2) Na presença de nóctuas do solo tratar de preferência ao final do dia e

com o solo húmido, realizando uma aplicação generalizada ao solo antes

da instalação da cultura, ou um tratamento dirigido ao colo das plantas

no momento em que sejam detectados os primeiros estragos.

   
 

Intervalo de segurança: 3 dias em morangueiro; 7 dias em abóbora, alface, beringela, cebola, couve-de-inflorescência, couves-de-repolho, ervilheira, faveira, feijoeiro, melancia, meloeiro, pepino, pimenteiro, tomateiro e videira; 14 dias em batateira, beterraba, couves-de-folhas e milho; 21 dias em arroz; 42 dias em centeio, cevada e trigo.

Designed by Pedro
Scroll to Top